A história do Paulo

A história do Paulo
PARTILHAR:

"O Paulo entrou na organização em Agosto. Jovem, sem experiência de trabalho, com o 9.º ano de escolaridade. Mostrou-se inseguro nas tarefas a realizar e muitas dificuldades ao nível da utilização de alguns programas de computador bem como na comunicação oral e escrita, evitando, por isso, qualquer tarefa que implicasse comunicar com parceiros e clientes. Mostrava pouco espirito de iniciativa e uma quase ausência de capacidade de organização.

Face às dificuldades observadas, a restante equipa sempre ajudava e procurava o motivar, evitando, no entanto, atribuir-lhe tarefas que implicassem a escrita e o atendimento ao público, bem como tarefas que necessitassem de uma maior organização e utilização de ferramentas como word (tabelas) ou excel.

A falta de iniciativa deste colaborador e a falta de confiança da restante equipa em atribuir-lhe tarefas causava algum desconforto, na medida em que havia uma sobrecarga de trabalho maior para os outros, em comparação com o novo colaborador.

Num dado momento, perante a ausência prolongada de 2 membros da equipa num período de muito trabalho, o Paulo foi "forçado" a assumir tarefas às quais não estava habituado: ficar responsável pelo espaço, atender os clientes, fazer contactos telefónicos, preencher fichas de inscrição e organizar dossiers de formação.

Em 2 dias, o Paulo mostrou uma capacidade desconhecida de organização e utilização de ferramentas, bem como de atendimento a clientes. Vimos a confiança do Paulo crescer e fazia transparecer o orgulho no seu trabalho. Mostrou maior sentido de responsabilidade e passou a ter um maior espírito de iniciativa. Por conseguinte, os restantes membros da equipa passaram a confiar mais no Paulo e este passou a aceitar melhor as tarefas propostas.

Apesar das dificuldades, e da necessidade de ajuda que ainda permanece, as tarefas estão melhor distribuídas, a confiança (e auto-confiança) cresceu e as relações entre todos melhoraram."

+ Principais Patrocinadores